TEU CORPO

(Da série "Crônicas do Outro EU"
TEU CORPO
Cada gota de suor que desliza de teu corpo traz o sal que tempera a lascívia do meu.

Cada gota d água que escorre na hora do banho traz em si o desejo que saliva de minha boca e percorre as curvas desajeitadas do corpo que é teu.
Te olho com gula. Te devoro, desvãos. Te cortejo, te desejo, te ponho as mãos. Maculo teu corpo santo com a devassidão de meus pecados. Te penso minha, ilusão.
E aqui e agora onde está teu corpo, fome do meu corpo? E tua alma, ausente que és? Como ser somente o que sou sem ser o que reverberas em mim?
Oh, grande amor, meu mundo é tão só! É tão teu!

Postagens mais visitadas