Poeta gaúcho é candidato à vaga de Scliar


 Gaúcho de Uruguaiana, o poeta Luiz de Miranda (foto) lançou oficialmente nessa sexta-feira o seu nome como candidato à cadeira número 31 da Academia Brasileira de Letras. A vaga pertencia ao também gaúcho Moacyr Scliar, que morreu no último dia 27.

 Para disputar uma cadeira na academia, o autor precisa ter livro publicado e ser brasileiro. Miranda, com 29 livros, costuma se intitular como “o autor da obra poética mais extensa do mundo”. Já são 2.706 páginas publicadas. O poeta conquistou, no ano passado, o prêmio Açorianos de Literatura, com seu último lançamento, Monolítico, Memória que não Morre. Em 12 de abril Miranda lança em Porto Alegre mais um livro, Vozes do Sul do Mundo. 



 Antes dele, outros dois autores se candidataram à cadeira 31. Um deles é o jornalista de O Globo Merval Pereira e o outro é o escritor Antônio Torres, autor de Um táxi para Viena d’Áustria. Cogita-se que tenha início nesta semana um movimento, encabeçado pelo escritor Charles Kiefer, para lançar a candidatura de Luiz Antônio de Assis Brasil, romancista e atual secretário de Cultura do Rio Grande do Sul.
Gazeta do Sul