MT: Ritual indígena é declarado patrimônio cultural brasileiro

Globo Amazônia
SÃO PAULO - O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural definiu nesta sexta-feira que o ritual yaokwa dos índios enawenê nawê, de Mato Grosso, seja considerado patrimônio cultural brasileiro. A decisão faz com que o ritual passe a ser protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
O ritual yaokwa é a mais importante festa dos enawenê nawê, cerca de 500 índios que vivem numa aldeia na Terra Indígena Enawenê Nawê, na zona de transição entre o cerrado e a floresta amazônica, em Mato Grosso. O ritual dura sete meses. Uma parte importante do yaokwa consiste na pesca de barragem, feita com estruturas construídas de uma margem à outra do rio.
A comissão que avalia os processos de tombamento (no caso de patrimônios materiais) e de registro (para os imateriais) é formada por 22 conselheiros de diversas áreas, como cultura, turismo, arquitetura e arqueologia, e trabalham em diferentes instituições como Ministério do Turismo, Instituto dos Arquitetos do Brasil, Sociedade de Arqueologia Brasileira, Ministério da Educação, Sociedade Brasileira de Antropologia e Instituto Brasileiro de Museus.