9 de set de 2010

Funasa registra avanços nos indicadores de Saúde Bucal nas áreas indígenas



A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) através do O Departamento de Saúde Indígena (Desai) divulgou dados sobre os principais indicadores de atenção coletiva e individual em saúde bucal, ofertada às populações indígenas, em todo pais. As informações compõem o relatório ‘Vigilância em Saúde Indígena – Dados e Indicadores selecionados 2010’, produzido pelo Desai no período de 2000 a 2009, o qual destaca progressos importantes na organização dos serviços odontológicos e no atendimento realizado pelos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei).
A Funasa tem investido fortemente na aquisição dos materiais de higiene oral (escova e creme dental fluoretado) para provimento à população indígena no intuito de fortalecer as atividades de promoção e prevenção da saúde bucal. Os dados apontam um crescimento médio de 386% na oferta desses itens à população indígena no ano de 2009, em relação ao ano de 2003. A ação coletiva de escovação dental supervisionada alcançou cobertura de 58,33% em 2009. Em 2010, dados parciais (janeiro a julho) do Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena (módulo de Saúde Bucal) indicam cobertura de 70,81%.
A cobertura de primeira consulta odontológica programática alcançada no ano de 2009 foi de 11,95%. Em 2010, dados parciais (janeiro a julho) do Siasi indicam cobertura de 18,33%, portanto, um crescimento de 63,38% na cobertura de 2010 em comparação com o ano anterior. Isso significa que aproximadamente 108. indígenas em todo o Brasil tiveram acesso aos serviços de atenção odontológica nesse ano.
O número de pacientes indígenas com tratamento odontológico básico concluído em relação ao número de pacientes atendidos aumentou 79,9% no período entre 2004 e 2010. Esse indicador representa o percentual de pacientes que foram atendidos e estão livres de cárie dentária e doença periodontal. O indicador também demonstra a qualidade da atenção em saúde bucal ofertada nos Dsei do Brasil.
O número de procedimentos clínicos odontológicos realizados em um atendimento ao paciente indígena também tem aumentado nos últimos anos. De acordo com o relatório do Desai, a relação entre procedimentos e atendimento registrado em 2007 foi de 1,81; em 2008 foi de 1,95; em 2009 foi de 2,38; e em 2010 foi de 2,60. O aumento registrado no período foi de 43,64%, dado que comprova que atenção está direcionada para conclusão do plano de tratamento do paciente objetivando o controle de infecção intrabucal.


Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

OUÇA A RÁDIO PORANDUBA

Postagem em destaque

TAWÉ - NAÇÃO MUNDURUKU - UMA AVENTURA NA AMAZÔNIA

TAWÉ - NAÇÃO MUNDURUKU - UMA AVENTURA NA AMAZÔNIA WALTER ANDRADE PARREIRA EDITORA DECÁLOGO (primeira edição publicada em 2006)   Prefaciei...

Total de visualizações

INSTITUTO UKA