"A natureza é um parente que precisa ser cuidado"

Daniel Munduruku: relação de cuidado com a natureza (Foto: DIVULGAÇÃO)
Quando criança, Daniel Munduruku, que hoje é mestre e doutor em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, tinha vergonha de ser índio. ``O índio era visto como estorvo ao progresso, ao desenvolvimento``, explica. Mas seu avô o levou a fazer um passeio, longe da aldeia, para conhecer uma cachoeira. O vô pediu que ele ouvisse o que o rio tinha a dizer.

``Sentei e tentei ouvir. Mas o rio não falou``, brinca. Logo, o avô explicou que o rio nunca para diante de uma pedra ou obstáculo, que sempre tem pulsão para chegar ao grande rio. ``A gente acredita que, quando morre, a gente vai para a nascente do rio Tapajós``, acrescenta.

Daí, Daniel entendeu que o rio sempre conversa com os índios, que fazem rituais para conversar com os seres da natureza. ``A relação que o povo indígena tem com a natureza não é de superioridade. A natureza não é algo que vai ser transformado para gerar lucro. A natureza é um parente, que precisa ser cuidado e resgatado``, explica, citando que na cidade o homem não cultiva essa relação. Daniel contou a história também durante o evento de abertura do Movimento Cyan, na última segunda-feira, Dia Mundial da Água.

Para ele, o cuidar da natureza precisa ser despertado em todos. ``Campanhas, movimentos são coisas exteriores à gente. Enquanto não tomarmos isso como movimento interior da gente, vamos continuar sendo pessoas jogando palavras ao vento. Sinto-me feliz e honrado em participar de um povo que fala pouco, mas vive muito essa realidade``, completou. 
 
O Povo Online

Postagens mais visitadas