DIA INTERNACIONAL DA MULHER

DESEJO DE SER MULHER


Penso compulsivamente nas mulheres. Não se trata de um olhar desejoso, mas corajoso.
Corajoso porque, confesso, morro de inveja delas: da coragem, da obstinação, da intuição, do olhar sempre distante e sempre presente; da fortaleza e da fraqueza que revelam.
Sei que poderão pensar que isso é humano, presente em homens e mulheres. Eu discordo. Conheço o masculino, convivo com ele em mim e sei que por mais esforço que faça percebo um lobo faminto, sem escrúpulos e sem medida.
Acho que o homem masculino devia ouvir mais as mulheres. É claro eu alguns dirão que elas falam demais. Isso também é justo e certo, mas talvez falem muito por terem sido ouvidas tão pouco em passado recente e terem, por isso, que gritar para se fazerem ouvidas. Por isso tenho a impressão que nós homens, precisamos exercitar o sagrado direito de fazer silêncio, ouvir, ouvir e ouvir.
Outros oponentes dessa teoria dirão que, assim, viraremos mulheres. Rebato o argumento dizendo: é disso que estou falando!
Ao menos hoje temos que calar para deixar nossa intuição falar. E minha intuição diz que preciso sentir a dor do outro pra compreendê- lo em sua dimensão humana.
Hoje quero ficar assim, miudinho, pequenininho, quietinho só para ver a magnitude do ser - mulher falar coisas que preciso ouvir.

SONHO DE MULHER
Nunca quis ser mulher. Acho mulher muito exigente, sóbria, centrada. Mas também acho muito sofrida. Mulher tem dor que nem o melhor poeta sente e se disser que sente será um mentiroso.
Sonhar mulher já sonhei e já fui mulher em meus sonhos e senti tanta dor, sofri tantos sofrimentos, chorei tantos lamentos que preferi não o ser.
Deus nasceu de uma mulher, dizem. Mulher virgem sem conhecer homem. Seria talvez de perguntar se mulheres sem conhecer homem podem ser de verdade. Maria era muito humana para não ter sentido dores do parto. A humanidade se constrói pela dor. Não consigo pensar que bastou ver o sofrimento do filho para aprender a ser humana. O sofrimento do outro me ensina, mas pode não tornar-me mais humano por isso.
Não sei porque sempre alio a figura da mulher ao sofrimento. Talvez seja por causa do parto - de dar a luz e o de partida dos filhos. Talvez seja por ela ser mais sensível que o homem, ser mais humana que o homem, ser mais conhecedora das dores do mundo que o homem. Talvez seja porque Maria sofreu demais. Talvez não. O que sei é que ela, a mulher, é uma grande sonhadora e ela mesma sonhe realizações que estão além da compreensão masculina. Talvez Maria seja a quarta pessoa da trindade divina: Deus tornou-se mulher para gerar seu próprio filho e assim descobrir o que torna o ser humano tão misterioso e tão cheio de si. Talvez.

Postagens mais visitadas