Arte Indígena Atrai Público na FLIT

As pinturas corporais continuam na quinta-feira, 29, na Estação Multicultural.
Fonte: por Shelsea Shasmylla em Educação




Uma oca no meio da Praça dos Girassóis. Essa é a diversidade da Feira Literária Internacional do Tocantins - FLIT. A Estação Multicultural começou a terça-feira, 26, ofrecendo pintura corporal indígena. Cerca de 30 índios das etnias Xerente, Krahô e Apinajé estão realizando o trabalho, feito à base de urucum, jenipapo e pó de carvão.

O atrativo chama a atenção de visitantes que vem de longe, como Fernando Souza. Ele mora na capital goiana, está trabalhando na Feira e foi um dos primeiros a chegar ao Espaço. "Fiz um trabalho no qual tive que estudar bastante a cultura indígena e me apaixonei, então não podia perder essa oportunidade", destacou.

A boa aceitação e o convite para participar da FLIT enchem o cacique Antonio Xerente de orgulho. Para ele, "é muito gratificante disseminar a cultura e não acabar a tradição".

Postagens mais visitadas