Funai apóia projetos de mulheres indígenas no Mato Grosso

A Takiná, Organização de Mulheres Indígenas do Mato Grosso, terá o apoio da Funai para desenvolver seus projetos. A decisão foi firmada no dia 13, quarta-feira, em Cuiabá, em uma reunião conjunta com o Administrador Executivo da Funai Benedito Garcia, a Coordenadora de Mulheres Indígenas Léia Bezerra do Vale e a direção recém eleita da organização.

A Takiná foi criada no mês de setembro, reunindo as mulheres indígenas que residem no estado do Mato Grosso, com a finalidade de ser um centro de integração e referência das mulheres indígenas; promover o intercâmbio com as mulheres indígenas e não indígenas sensíveis à questão indígena e buscar mecanismos que possibilitem a melhoria da qualidade de vida das mulheres indígenas em suas comunidades através de programas e projetos nas áreas de saúde, educação, meio ambiente, auto-sustentabilidade entre outros.

Durante a reunião, Léia do Vale falou da importância do encontro para planejamento em conjunto, onde cada parceiro formaliza o seu compromisso para que as ações previstas sejam concretizadas. “É fundamental o apoio das unidades regionais, onde estão os técnicos que lidam diretamente com as demandas dos povos indígenas”, concluiu.

A Funai apoiará inicialmente as oficinas da Takiná sobre uso de bebidas tradicionais, nutrição, violência e intercâmbio para formação de lideranças. Para Benedito Garcia a reunião do planejamento em conjunto esclarece os procedimentos burocráticos institucionais e fortalece o trabalho das parcerias com as organizações indígenas.


Redação 24 horas news