Jovens da aldeia Te’ýkuê, em Caarapó (MS), realizam fórum para discutir combate a drogas e violência


Foto: CR de Dourados

Aproximadamente 350 jovens e adolescentes indígenas participaram do Fórum da Juventude Guarani Kaiowá da aldeia Te’ýkuê, no município de Caarapó (MS), para discutir o tema “O compromisso dos jovens no combate às drogas e à violência”. O evento aconteceu no dia 30 de outubro.
  
Durante o período da manhã, foi realizada uma apresentação cultural e uma palestra com o professor Eliel Benites sobre a importância de se fazer o enfretamento às drogas, aliando a ousadia da juventude ao conhecimento dos mais antigos. O professor Eliel ressaltou também que os mais velhos precisam aprender a ouvir os mais jovens, saber quem eles são e como enxergam a realidade dentro da aldeia. Em seguida, os participantes do fórum foram divididos em vários grupos para discutir e propor alternativas de enfrentamento às drogas.

Já à tarde, foi formada uma mesa composta por lideranças tradicionais religiosas e políticas, um agente de saúde, um estudante, o vereador indígena eleito no último pleito e o atual presidente da Câmara Municipal (eleito prefeito para o próximo ano). Posteriormente, foram promovidas apresentações culturais, entre elas a Orquestra Guarani Kaiowá, e realizados sorteios. Na sequência, os relatores dos grupos apresentaram as propostas surgidas nas discussões da manhã. As que mais se destacaram foram: criação de espaços de esporte e lazer para os jovens; oferta de cursos profissionalizantes, de artesanato, arte, música instrumental e dança; criação de um centro de recuperação de dependentes químicos; além de ações que incentivem maior diálogo entre os jovens e suas famílias.

Foto: CR de Dourados

A organização do fórum envolveu estudantes e funcionários da Escola Municipal Indígena Ñandejara e da Escola Estadual Yvy Poty, do CRAS indígena, assim como os Agentes Comunitários de Saúde e as lideranças tradicionais. Contou ainda com o apoio da Coordenação Regional da Funai de Dourados.

Durante os dias de pesagem de crianças realizada pelos agentes de saúde nas 15 áreas da aldeia Te’ýikuê, ocorreu a pré-fase do fórum, com palestras proferidas por professores e estudantes, visando à preparação dos jovens e adolescentes que iriam participar do fórum.

Com informações da Coordenação Regional da Funai em Dourados/MS