Encerrado Colóquio latino nas Casa das Américas


Havana, 14 jul (Prensa Latina) A literatura, o teatro e as artes plásticas como expressão de identidade cultural centrarão hoje os debates da sessão final do I Coloquio internacional sobre a presença latina nos Estados Unidos.

Especialistas de México, Cuba, Argentina e a nação nortenha dissertarão sobre o papel do Latino Artists Round Table e o editorial Sino na produção e divulgação da cultura dessa etnia em Nova York, onde é a cada vez mais forte a presença destes emigrantes.

Sobre identidade e resistência, vista através da obra de Octavio Paz, falará a pesquisadora da Universidade de Guanajuato, Ofelia López, que comentou com Prensa Latina que na obra do escritor mexicano estão apresentem suas visões e experiências como emigrado nos Estados Unidos.

Agregou que a obra do ensaísta e poeta, Prêmio Nobel de Literatura, é muito ampla e abarca diferentes etapas de seu cotidiano criativo. "Como sucede com todos os grandes escritores contemporâneos, seus textos não se subtraem de sua origem, nem de sua própria experiência como indivíduo", defendeu.

López referiu-se, ademais, ao forte trabalho que desenvolve México no resgate e conservação de suas tradições e o legado pré hispânico dos indígenas, herança que inclui a presença ativa de 64 línguas.

Também aludiu ao esforço das autoridades educativas em seu afã de recuperar as tradições, com vistas a que os mexicanos as conheçam mais e se acerquem a elas.

O programa de clausura inclui a apresentação de uma monografia que recolhe estudos sobre os latinos nos Estados Unidos, bem como um concerto de jazz a cargo de Ruy López-Nussa e seu projeto A Academia, na sala Che Guevara de Casa das Américas.

ag/npgbj